21.10.09

as coisas mais leves são as únicas que o vento não conseguiu levar.


dentro daquele mundo, só cabiam detalhes.
é que ele se fazia aos poucos, porque queria ser muito grande.
queria ser sem ter fim.

4 comentários:

  1. e é assim que tem que ser...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. não sei o que 'li melhor'
    se foi o pequenino texto, ou o titulo.

    'as coisas mais leves são as únicas que o vento não conseguiu levar.'

    (:

    ResponderExcluir
  3. Ó infinitude longa de se alcançar!





    :)






    Beijos,









    Marcelo.

    ResponderExcluir
  4. Para ser sem fim
    Sem só parecer
    Há que alvorecer
    Tin tin por tin tin
    Que só assim
    A cada cadim
    Essa metamorfose ambulante é capaz de acontecer...

    ResponderExcluir

- detalhe aqui.