3.2.10

essa sensibilidade que faz mover.






não se preocupe, ana. 
o caminho é    l   o   n   g   o, mas cheio de novas manhãs. 
a gente   e s t i c a, arrisca, espreguiça 
e puxa um pouco mais
pra além da linha, da conta. 
respira fundo ana, inspira. 
porque é no anoitecer que repousa, em sonhos, a vontade 
de tudo que se espera amanhecer. 
é o novo começando, 
ou recomeçando, tanto faz. 
depende sempre da maneira que se abre as janelas, 
que se foca os olhos.





22 comentários:

  1. Renata
    É isso que nos move,essa esperança do renascer sempre!
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Isso que é legal.
    Isso que é perfeito. No esticar e no querer mais, a gente descobre a beleza da vida,
    nas sutilezas!


    Beeeeeiiijos*)

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto!!
    Amei a foto.
    União linda de palavra e imagem!
    O blog tá uma graça mesmo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Um estar constantemente amanhecendo.

    Que bonito!

    E é de amanheC(s)ERES que somos feitos.

    Bejinhos

    Erikah

    ResponderExcluir
  5. Eu leio, leio de novo.Leio tudo e mais um pouco.não apareço muito pois não sei lhe encantar com palavras, mas digo que no silêncio de minha visita estão flores a te dar.. seus detalhes me encantam. Um beijão, flor.

    ResponderExcluir
  6. Olá, antes de mais nada, parabéns pelo blog!
    E por acha-lo de muito bom gosto é que o/a convido a vir conhecer a proposta do meu Blog para você.

    Aguado sua visita!

    Forte abraço!

    Ka s2

    ResponderExcluir
  7. Virei ventania, Re... v e n t a n i a!

    Beijo,

    Ana

    ResponderExcluir
  8. A gente começa e des.começa todo dia.
    Estica, puxa, chora, grita, sussurra. E quando dá, ri a beça pra aliviar!

    bjs :*

    ResponderExcluir
  9. "e se [a dor] te cobre
    e te traz noite,
    é para o teu sol de dentro
    nascer majestoso na aurora."

    LINDO, Re!
    Tu exalas esperança, bonita.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  10. As sementes que ela planta germinam nas nossas mentes, causando quase uma revolução.

    Caiu a última folha do inverno. Agora, ela só vê as flores da primavera.



    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. sentindo a brisa do amanhecer, sol feito pão quente, aroma da água, amanhece sonhos que acordam para os olhos, olhos que cintilam de desejo, vida que escorre no corpo

    ResponderExcluir
  13. Adorei o texto *-*
    muito fofo!!

    bjus =*

    ResponderExcluir
  14. eu diria que estou de volta aos trabalhos,e volto a dizer os 'clichês' que circulam por aqui,coisa bela,maravilhosa de se olhar/ver/sentir,enfim,belo.
    abraço !

    ResponderExcluir
  15. É um escancarar de janelas.
    Uma invasão do amarelo.
    Tudo sem foco.
    Vida que transborda.

    Tua poesia voa.

    Beijo, Renatinha.

    ResponderExcluir
  16. Me lembrou ue hoje eu ão me alonguei, deve ser por isso que o dia foi travado.

    E pena que só vi essa sua postagem quase a meia noite..

    Lindo, seria ao menos um relaxante muscular no meu dia tenso.. hehehe

    Bjos

    ResponderExcluir
  17. a linha parece que vai quebrar,
    não vai,
    por mais que pareça frágil,
    não é,

    O foco do olhar é mais forte e profundo do que parece.

    beijos, flor!

    ResponderExcluir
  18. nossa eu escrevi sobre/para uma ana tbm ^^ Inclusive mandei o link do seu texto para ela XD

    ResponderExcluir
  19. sempre flutuo lendo seus post's, sempre belos e meigos....


    muito lindo.

    ResponderExcluir
  20. que bom é ler seu blog e sentir essa sensação boa de novo :)

    ResponderExcluir

- detalhe aqui.