22.5.10

sorte minha que nasci assim: vim ao mundo para sentir.



ficava ali, entre livros, sonhos, fotos, histórias, papeis e lembranças. 
soprou o pó que cobria aquilo tudo. 
ela tinha encontrado mais um de seus pedaços. 
e fez-se inteira um pouco mais. 
tudo o que queria agora, era desconstruir certezas.


25 comentários:

  1. Ah, eu já estou tão desconstruida. Agora preciso me reconstruir bem melhor e mais forte!

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Isso é tão necessário em alguns momentos...

    ResponderExcluir
  3. Sorte do mundo você ter nascido assim, Re,
    pessoas como você, com sensibilidade voltada para as coisas bonitas, aquelas, que são simples e preciosas ao mesmo tempo.

    Tão bom quando você aparece!

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. sorte a minha ter ua amorA como vc

    bonita, te beijo


    saudade

    =)

    .

    ResponderExcluir
  5. Qdo as certezas nos levam para onde não queremos ir o que vale é se descontruir...as vezes as duvidas nos levam mais ao longe né!

    Bonito de daná esse post.

    Bjo flor!

    Erikah

    ResponderExcluir
  6. Desconstrói e constrói novamente.

    Adorei o título ;)

    ResponderExcluir
  7. Ah Renata!
    Bonito demais, a gente lê com a alma.
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  8. A srta. como sempre certeira feito flecha acesa!

    Simplesmente maravilhosa essa coisa de descontruir certezas...

    E eu ando por aqui tirando o pó. Suas soluções me salvam!

    Grande beijo... Ziris

    ResponderExcluir
  9. Ahh os pedaços...
    E a eterna tarefa de reuní-los e organizá-los...
    beijo e boa semana..
    Faxina

    ResponderExcluir
  10. lindo demais, estou emocionado mesmo, que lindo!

    ;)

    beijo,
    G.

    ResponderExcluir
  11. OI FLOR!
    O SEGUINDO...
    AMEI SEU BLOG...=*

    ResponderExcluir
  12. Renata,
    Tem mais um selinho p/ vc no meu blog.
    Esse selo é diferente e tem uma brincadeira caso vc queira participar.
    Abços

    ResponderExcluir
  13. Que tudo isso (: não ter certeza de nada é o melhor, pois, "a dúvida é o preço da pureza"...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Posso postar uns poeminhas (perfeitos) desses no meu blog às vezes? com todos os créditos, é claro! aguardo resposta (:
    beijos!

    ResponderExcluir
  15. certezas são limitadoras as vezes é preciso desconstruir algumas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. se todo mundo quisesse isso,as pessoas seria melhores (:

    ResponderExcluir
  17. Caledoscópica
    Ela até inventou uma nova ótica
    Só porque a lógica
    Não poderia ser tão utópica
    Quando a sintaxe dela pode necessitar...

    ResponderExcluir
  18. Lembranças... São legais, adoro esse sentimento de nostalgia!

    Fazia um tempo que eu não aparecia por aqui...
    Beijão!

    ResponderExcluir
  19. eu também sou assim... acabo confundindo meu ar a esse pó de coisas necessárias.

    Hoje em dia o pó do notebook que se acumula aos outros.

    Me faz respirar...

    poeira de brilhos que me fazem melhor.

    Bjs, saudosos, muitos, até ;)

    ResponderExcluir
  20. O lema agora é se desconhecer e seguir se desconhecendo exige um tantão assim de coragem.

    Saudades da menina Renata.

    Bjos

    Erikah

    ResponderExcluir
  21. Esse texto é seu ou vc copiou daqui: http://luanecampos.blogspot.com/

    ?

    Que feio!

    ResponderExcluir

- detalhe aqui.